Saiba quais os cuidados para o armazenamento e manuseio de resíduos

O armazenamento e manuseio adequados de resíduos são obrigações legais das empresas. Eles devem ser feitos em conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, assim como as regulamentações municipais e estaduais sobre o tema. O descumprimento pode gerar diversos tipos de penalidades para o negócio.

Caso seja comprovada a omissão ou ação de um gestor no sentido de descumprir as determinações legais, pode haver, inclusive, a responsabilização criminal por dano ambiental. Então, é preciso ficar bastante atento aos cuidados devidos e às leis.

Além disso, não se esqueça que, mais do que uma obrigação legal, os clientes estão cada vez mais exigentes em relação ao desenvolvimento sustentável. Para não perder uma fatia importante do público, não deixe de executar as práticas mais eficientes de gerenciamento de resíduos.

Ficou interessado em saber mais sobre o tema? Acompanhe o nosso post!

Por que armazenar os resíduos de forma segura?

O primeiro argumento forte em relação ao tema é que sua empresa não perde nada com isso. Sim, muita gente vê o gerenciamento de resíduos como um custo, quando, na verdade, deveria ser visto como estratégia. Mas o que isso significa?

Pensar de forma estratégica significa olhar todas as áreas da gestão de forma global, avaliando profundamente a relação de causa e consequência entre elas. Ou seja, você não analisa apenas um viés, como custo imediato de uma ação e seu impacto no caixa, mas observa também seus efeitos diretos e indiretos no negócio como um todo.

Por esse motivo, falamos que o gerenciamento de resíduos eficaz não traz nenhuma perda para sua empresa. Afinal, o Retorno sobre o Investimento será maior do que 100%. Para saber isso, você poderá aplicar a seguinte fórmula:

(Ganhos Obtidos – Custos do Investimento) x 100 / Custos do Investimento.

Portanto, ao final, você perceberá que as vantagens financeiras conquistadas serão muito maiores do que os custos. Como?

  • A imagem de empresa sustentável com as devidas certificações pode aumentar seu faturamento;
  • a conformidade com a legislação e regulação de gestão de resíduos sólidos reduzirá seu passivo jurídico;
  • a escolha estratégica de bons parceiros ajudará a reduzir os custos operacionais.

Afinal, sem um plano tático e eficiente de gerenciamento de resíduos, seu negócio está sujeito a diversas sanções legais nas diversas esferas do direito, além de uma maior rejeição do público. Sejam o público-alvo de seus serviços os consumidores diretos sejam outras empresas, ninguém quer ter sua imagem vinculada a um poluidor ambiental.

Quais são os riscos de não realizar o armazenamento e manuseio de resíduos corretamente?

A Política Nacional de Resíduos Sólidos de 2010 trouxe diversas mudanças para a legislação desse gerenciamento pelas empresas privadas. Entre elas, está o conceito de responsabilidade compartilhada. Assim, as empresas e os entes governamentais devem cooperar para cumprir os objetivos da lei.

Isso significa que os negócios não podem usar como justificativa a ausência de serviço público como forma de evitar o cumprimento da lei. Algumas áreas especialmente estão incumbidas de estruturar e implementar serviços de logística reversa após o uso de seus produtos pelo consumidor — de forma independente do poder público. Elas são fabricantes, importadores, distribuidores de:

  • agrotóxicos, seus resíduos e embalagens, assim como outros produtos cuja embalagem, após o uso, contenha resíduo perigoso;
  • pilhas e baterias;
  • pneus;
  • óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens;
  • lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista;
  • produtos eletroeletrônicos e seus componentes.

Nesses casos, será preciso realizar um armazenamento seguro até o descarte definitivo com a respectiva mitigação do risco do produto. Além disso, ressaltamos que as regulações especiais sobre o tema, como a de gerenciamento de resíduos hospitalares, devem ser respeitadas mesmo que estejam fora dessa lista da Lei.

Nesse sentido, observe que o descumprimento de qualquer um dos objetivos e princípios da lei sujeita seu negócio e seus gestores a penalidades de diversos tipos:

  • criminais — caso se comprove intenção, negligência, imperícia ou imprudência dos gestores que resulte em danos ao meio ambiente e à saúde coletiva, eles podem ser responsabilizados por diversos crimes. Cada vez mais, a Justiça Brasileira aceita que as pessoas jurídicas sejam condenadas penalmente no caso de conter de crimes ambientais;
  • administrativas — além de multas, a prática reiterada de infrações pode ocasionar a suspensão ou a cassação do alvará de funcionamento;
  • civis — caso se comprove dano moral ou material a terceiros, eles poderão requerer indenização financeira.

Portanto, se você analisar bem, todas as despesas oriundas do descumprimento de qualquer norma. Os valores de honorários advocatícios para a defesa e das próprias penalidades poderão ser muito maiores do que qualquer despesa que você tenha em relação à implementação e execução de um planejamento adequado.

Por outro lado, como o comportamento de consumo está cada vez mais ligado ao desenvolvimento sustentável, há oportunidades de ganho ao oferecer aos seus clientes produtos certificados ambientalmente. Isso aumentará a atratividade, assim como o valor agregado.

Qual a importância de realizar a rotulagem adequada das embalagens de armazenamento?

Um equívoco muito comum em relação ao gerenciamento de resíduos sólidos é focar excessivamente nas obrigações finais sem observar os respectivos deveres acessórios. Nesse sentido, a rotulagem adequada frequentemente pode ser negligenciada quando o resíduo não é gerenciado por uma empresa especializada.

Uma das ações necessárias para o armazenamento e transporte de resíduos é a identificação das características dos conteúdos de acordo com os símbolos e textos exigidos em lei. Os rótulos corretos deverão ser utilizados nas embalagens, durante o transporte interno e externo, nas instalações de armazenamento, entre outros.

Além disso, a rotulagem adequada ajuda sua empresa a cumprir outra exigência legal: a análise da incompatibilidade dos resíduos no armazenamento. Não podem ser armazenados em um mesmo ambiente produtos que podem reagir entre si e gerar riscos físicos, químicos e biológicos. Da mesma forma, a substância armazenada e o material da embalagem precisam ser compatíveis.

Portanto, tomar os devidos cuidados com o armazenamento e o manuseio de resíduos é imprescindível para que sua empresa atinja a conformidade completa com a legislação e a regulação sobre o tema. Por essa tarefa ser extremamente complicada, devido à necessidade de conhecimento técnico sobre a natureza e características dos resíduos, além das especificidades da legislação, o ideal é que você delegue essa tarefa para uma empresa experiente e especializada na área.

Quer continuar recebendo as melhores dicas sobre o gerenciamento de resíduos sólidos na sua empresa? Então, não deixe de assinar nossa newsletter!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Warning: Use of undefined constant CHORUS_USER_ID - assumed 'CHORUS_USER_ID' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/3/d1/4b/reusa1/public_html/blog/wp-content/mu-plugins/chorus-core/integrations/index.php on line 23

Warning: Use of undefined constant CHORUS_HUBSPOT_SERVICE_URL - assumed 'CHORUS_HUBSPOT_SERVICE_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/3/d1/4b/reusa1/public_html/blog/wp-content/mu-plugins/chorus-core/integrations/index.php on line 24