Entenda a diferença entre resíduos inertes e não inertes

Diariamente, são descartados diversos materiais da indústria e do comércio, alguns com potencial de gerar prejuízos para o meio ambiente. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) estabeleceu a norma 10.004/04 para categorizar adequadamente os descartes gerados, de acordo com as propriedades e características do resíduo — a chamada caracterização — e também em coerência com a atividade que deu origem ao material e comparação com listas de referência — a chamada classificação.

As classes de resíduos inertes e não inertes são delimitadas nesse processo, apresentando efeitos distintos sobre o ecossistema. É necessário destacar que há várias categorias para classificar os resíduos. A Classe I são os resíduos perigosos, a Classe IIA é a dos não inertes e a Classe IIB é a dos resíduos inertes. É muito importante saber a diferença entre os resíduos inertes e não inertes, para não errar na gestão dos resíduos da sua empresa.

Venha com a gente para aprender mais sobre o tema!

O que são os resíduos inertes? 

Conforme mencionamos, os resíduos inertes são pertencentes à Classe IIB. Esses materiais não sofrem grandes alterações quando entram em contato com água. Eles permanecem não alterados por longos períodos. Não há transformação química, física ou biológica. Eles podem ser dispostos em aterros sanitários e também passar por reciclagem. Não são poluentes, pois não liberam substâncias em contato com a água e os solos. Alguns exemplos são areia, entulho de demolição e pedras. 

Como tratar os resíduos inertes?

Os resíduos inertes podem ser despejados nos aterros sanitários. A construção civil, por exemplo, é uma grande geradora desse tipo de descarte. Contudo, uma solução mais positiva para o gerenciamento desses recursos é a reciclagem. O material pode não ter potencial danoso para o meio ambiente, mas o acúmulo dele nos aterros também não é benéfico. Assim, a reciclagem é uma possibilidade mais construtiva de destinação desses itens.

O que são os resíduos não inertes? 

Os resíduos não inertes correspondem à Classe IIA. Eles não são patogênicos, corrosivos, tóxicos ou inflamáveis e não têm inclinação para sofrerem reações químicas. A classe IIA pode apresentar solubilidade em água, ser comburente ou ser biodegradável. 

São materiais que, apesar de não serem destrutivos ou contaminantes, geram impacto poluindo os ecossistemas. Afinal, qualquer resíduo sem destinação correta tem potencial de promover problemas para o meio ambiente. Alguns exemplos de resíduos não inertes são os restos de alimentos, lodo, fibras de vidro, lama de tratamento de água e materiais têxteis.

Como tratar os resíduos não inertes? 

Os resíduos não inertes devem ser separados adequadamente e destinados para as empresas de tratamento adequadas. Apesar de não serem tóxicos ou contaminantes, eles têm potencial para provocar muitos danos para os ecossistemas. Uma empresa credenciada de gestão de resíduos é uma ótima possibilidade para gerenciamento correto da Classe IIA.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) define que cabe ao gerador a destinação responsável do material descartado, mas que há uma responsabilidade compartilhada em todos os agentes envolvidos com aquele material. É muito importante fazer a gestão e a destinação dos resíduos de forma adequada para caminhar em conformidade com as normativas ambientais e prevenir danos ao meio ambiente.

Os resíduos inertes e não inertes são materiais com menos riscos em potencial, mas que, se não manejados de forma adequada, também podem desencadear algum dano. Dessa forma, para gerenciar resíduos de forma correta, busque o apoio de uma empresa especializada na área.

Gostou de aprender a diferença entre resíduos inertes e não inertes? Aproveite e compartilhe com seus colegas de profissão nas redes sociais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Warning: Use of undefined constant CHORUS_USER_ID - assumed 'CHORUS_USER_ID' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/3/d1/4b/reusa1/public_html/blog/wp-content/mu-plugins/chorus-core/integrations/index.php on line 23

Warning: Use of undefined constant CHORUS_HUBSPOT_SERVICE_URL - assumed 'CHORUS_HUBSPOT_SERVICE_URL' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/storage/3/d1/4b/reusa1/public_html/blog/wp-content/mu-plugins/chorus-core/integrations/index.php on line 24