A geração de resíduos sólidos em uma empresa do setor sucroenergético é sempre feita em grande escala, assim como as possibilidades de agregar valor aos subprodutos.

Resíduos são gerados nos ambientes industrial, agrícola e administrativo, e entre os principais estão o bagaço e a palha de cana de açúcar, Sucata ferrosa, Torta de filtro, Vinhaça, EPIs contaminados e não contaminados, Cinza, Fuligem, Embalagem de produtos químicos e defensivos agrícolas, Tambor de óleo e graxa, Big bags Agrícolas, Óleo usado, Filtro de óleo lubrificante, Baterias automotivas, Papel, Plástico, Resíduos Sólidos de Saúde, Pilhas, Cartuchos de toner e Resíduos orgânicos.

A Reúsa reúne as melhores técnicas para valorização de subprodutos, prestando consultoria e fazendo a gestão dos resíduos sólidos das empresas, implementando soluções para valorização desses resíduos. Transformar os resíduos sólidos em fonte de receita para a empresa é o trabalho da Reúsa. Isso pode gerar recursos excedentes para a atividade produtiva, alavancando novos negócios.

Atuamos para trazer soluções concretas para a valorização de resíduos de toda a cadeia sucroenergética

A Reúsa desenvolve e implementa o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) para usinas sucroenergéticas, contribuindo para a minimização dos impactos ocasionados por meio da correta classificação, segregação e armazenamento adequados para a destinação final.

Processos adequados de gerenciamento de resíduos sólidos e a auditoria desses processos podem derrubar barreiras comerciais e abrir novos mercados para sua empresa.

Quer saber mais?