Areias de moldagem representam cerca de 80% dos resíduos sólidos resultantes do processo de fundição da indústria metal mecânica.

Esse resíduo pode conter manganês, ferro, alumínio, cloreto e fenóis, resíduos classe II que são de grande interesse econômico. Por isso, as empresas têm grande vantagem em reaproveitar as areias dentro do próprio sistema de produção.

A Reúsa atua para a reutilização, segregação e armazenamento correto de todos resíduos da indústria metal mecânica. Desenvolve o trabalho de classificação, controle, rastreabilidade e normatização. Contribuímos para que sua indústria deixe de enfrentar a demora ou mesmo o indeferimento na emissão de licenças ambientais.

Transformar os resíduos sólidos em fonte de receita para a empresa é o trabalho da Reúsa. Esses resíduos podem gerar recursos excedentes para a atividade produtiva, alavancando novos negócios.

A Reúsa reúne as melhores técnicas para valorização e destinação correta de subprodutos. Presta consultoria e realiza a gestão dos resíduos sólidos. A Reúsa desenvolve e implementa o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), contribuindo para a minimização dos impactos, por meio da correta classificação, segregação e armazenamento adequados para destinação final

Atuamos para trazer soluções concretas para a valorização de resíduos de toda a cadeia produtiva da indústria metal mecânica.

Quer saber mais?